No mês passado fiz um trabalho para o curso de inglês. Basicamente cada pessoa deveria escolher um assunto em uma lista disponibilizada pela professora fazer uma apresentação de 10 minutos para a turma. Nessa lista havia personalidades famosas por terem mobilizado as pessoas pela luta por causas sociais.

Escolhi contar a história de vida da Rosa Parks e fiz uma pesquisa razoável para essa apresentação. Como hoje é o Dia da Consciência Negra achei que seria bom compartilhar aqui para contar um pouco sobre a luta dela.

A Rosa Parks naceu no Alabama em 1913 e estudo na Montgomery Industrial School for Girls e também na Alabama State Teache’s College High School. Ela abandonou a escolha porque a mãe a avó dela estavam doentes e não tinham condições de trabalhar, então a Rosa Parks começou a trabalhar como costureira para sustentar a família.

Ela se casou com Raymond Parks em 1932 e se tornou membro da National Association for the Advancement of Colored People uma associação que existe até hoje e trabalha em prol da igualdade de direitos e eliminação de discriminação baseada em raça nas esperas políticas, educacionais, sociais e econômicas.

Para entender melhor o que aconteceu com a Rosa Parks é necessário saber um pouco sobre os conflitos que estavam acontecendo em Alabama. Desde os anos 60 aconteciam várias agressões contra os negros e em Mongomery estavam acontecendo muitos conflitos raciais. O famoso político Geroge Wallace incentivava a segregação racial nos anos 60. Havia também as Jim Crow Laws que exigiam que os locais públicos reservassem lugares separados para pessoas brancas e negras.

Havia segregação nos bairros, nas escolas e também no transporte público. Existia uma regra específica nos ônibus, os bancos da frente eram destinados para as pessoas brancas e as pessoas negras deveriam sentar nos bancos dos fundos. Se não tivessem assentos livres, os negros deveriam permacer em pé e quando as pessoas brancas entrassem e não tivesse assentos disponíveis os negros tinham que disponibilizar os seus assentos para as pessoas brancas.
Um acontecimento no dia 01 de dezembro de 1955 resultou em uma grande transformação na sociedade norte americana. No início da noite a Rosa Parks estava voltando para casa e pegou o ônibus 2857, ela entrou e sentou no assento destinado para os negros. Durante a viagem o ônibus lotou e havia algumas pessoas brancas em pé e o motorista disse para os negros cederem os seus assentos para as pessoas brancas. As pessoas negras cederam os seus assentos, exceto a Rosa Parks, por conta disso ela foi presa e multada por estar desobedecendo a lei.

Essa situação que aconteceu com ela foi o estopim para que alguns movimentos sociais iniciassem o boicote no transporte público como forma de protesto contra a segregação racial. O boicote consistiu em deixar de usar o transporte público, as pessoas passaram a ir a pé ou de bicicleta  para o trabalho, os taxistas negros cobravam o mesmo preço que o transporte público, quem tinha carro ofereceria carona e quase ninguém usava os ônibus.

Devido a alta adesão da população ao boicote  a pressão social aumentou muito no país inteiro. Foi então que em 1956 a corte federal decidiram que as leis de segregação racial eram inconstitucionais. O boicote acabou em dezembro de 1956 quando o governo decretou que as pessoas negras poderiam sentar em qualquer assento no transporte público. Além disso, esse movimento impactou no fortalecimento dos movimentos em prol dos direitos civis nos Estados Unidos.

Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *