Inspiração

Leve o Inspiring girls para a sua escola!

Olá!

A iniciativa Inspiring Girls pertence a uma organização não governamental que busca aproximar as garotas das profissões que são estereotipadas para mulheres e tem o objetivo de aproximá-las dessas áreas. Com esse trabalho é possível modificar aquele pensando de que “sou menina, então devo escolher X profissão”  que muitas vezes está enraizado no nosso cotidiano.

Para participar desse projeto ou levar ele para a sua escola envie uma mensagem para corinne@inspiring-girls.com.

Acesse a página do projeto no Facebook clicando AQUI.

TI por Elas: Natália Sautchuk

Olá!

Hoje vamos conhecer a trajetória da Natália Sautchuk, ela é de São Paulo, Engenharia da Computação pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, possui Mestrado em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Sub-área de estudo foi engenharia de software) e atua na área de desenvolvimento de software! Confira a entrevista abaixo.

Blog: Qual a sua profissão/empresa?
Tenho várias no momento
–  Assessora Técnica do Comitê Gestor da Internet no Brasil
–  Professora do Curso Técnico em Informática para Internet do Centro Paula Souza
–  Professora do Curso “Programador de Sistemas” do SENAC São Paulo

Blog: Qual a sua àrea de atuação na TI?
Engenharia de Software, desenvolvimento de software

Blog: Há quanto tempo trabalha na área de TI?
Há cerca de 8 anos.

(more…)

TI por Elas: Vanessa Tonini

Hoje vamos conhecer um pouco sobre a trajetória da Vanessa Tonini, ela é natural de Bagé (RS) e hoje mora em São Paulo onde atua como Agile Coach na empresa Lambda3. Confira a entrevista completa com dicas ótimas!

Blog: Conte um pouco sobre a sua história na área, o que levou a escolher a TI, se passou por alguma dificuldade na área e quando começou a trabalhar na área.

Desde muito cedo fui interessada por computadores e informática. Fiz meu primeiro curso de computador com 8 anos de idade, e durante primário eu amava as ocasionais aulas de informática. Em meados dos anos 2000, com meus 10 anos, meus pais compraram o primeiro computador de casa. E não excluindo o fato de que eu passava horas jogando, quando colocamos Internet em casa logo descobri como criar e publicar sites na Web, eu via isto como uma outra maneira de se divertir além dos games. Então eu e a minha prima mantínhamos um site sobre anime e cuidamos dele por alguns anos.

(more…)

TI por Elas: Marjori Klinczak

Olá pessoal!

Hoje temos a entrevista com a Marjori Klinczak, ela é de Curitiba, mas mora em  Campina Grande do Sul – PR.  Ela atua na área de Desenvolvimento web/ mobile, mineração de dados em redes sociais, é fundadora da empresa Mosaic Web onde trabalha com desenvolvimento web e mobile.

Além disso, é professora de matemática, física e informática desde o ensino médio até o superior e é assistente acadêmica responsável pelos cursos de TI da faculdade Fael. Agora vamos conhecer um pouco mais sobre a trajetória da Marjori!

Blog: Qual a sua formação profissional?
Graduada em Sistemas para Internet – FAE. Cursei Mestrado em computação aplicada – UTFPR, pós graduação em Desenvolvimento para mercados internacionais – UFPR e cursando os cursos de pós-graduação em Docência no Ensino Superior – FATEC (concluindo), Desenvolvimento web e mobile – Estácio de Sá (concluindo) e EAD e novas tecnologias – FAEL (concluindo).

Blog: Como foi a sua trajetória na área, o que levou a escolher a TI, já  passou por alguma dificuldade na área e quando começou a trabalhar na área?
Na época do ensino médio caiu uma apostila de html, php e apache na minha mão, uma conhecida estava fazendo o curso e gazeando as aulas, e pediu para que eu vendesse as tarefas para ela, nunca havia tido contato com nada do tipo, mas rapidamente conseguir dominar html, php e através do site apostilando.com fui atras de outros materiais para continuar estudando, inclusive outras linguagens.

Em 2012 decidi abrir minha própria empresa pois nunca aceitei trabalhar como CLT, e através disso comecei a trabalhar como PJ e não mais por contratos fechados.

(more…)

Homenagem a uma grande mulher guerreira e incentivadora

Antes de tudo, que fique claro: Somos mulheres, cursando Sistemas de Informação e gostamos disso.
Depoimento que talvez se identifique. Que talvez te inspire.
Como uma mulher pode fazer parte desse universo? Onde desde as salas de aulas, a porcentagem do gênero é reduzida? Os “pré” conceitos estabelecidos parecem não poder evoluir com a mesma paridade da área. A tecnologia evolui, mas por que não podemos crescer e sermos simplesmente, o que quisermos?
Eu sou a Munike, sou do time das – poucas – meninas de S.I. do meu campus. Preciso dizer que a área de TI nunca foi a minha primeira opção de curso, que nunca imaginei me deparar com uma realidade tão machista, hostil e desigual entre os gêneros, que me sentia estranha e desmotivada por fazer essa escolha e que no primeiro ano de faculdade pensei inúmeras vezes em desistir. Sim, eu também passei por isso. Tudo isso deve-se em função de tantos esteriótipos de que homens tem mais facilidade do que as mulheres em ciências exatas, e por isso acreditamos nunca conseguir fazer aquilo, exatamente por ser MULHER. Bobagem! Você consegue fazer o que quiser.
Meu nome é Thalia, e como a Munike eu também não imaginava que cursaria algo em TI, mas do nada, lá se vai seu Ensino Médio e você sabe que agora precisa decidir. Não é algo fácil, a pressão te cerca de todos os lados e nem tudo é como parece ser. Aluna de curso técnico em Informática integrado ao Ensino Médio, apaixonada pelo curso, mas com medo… Como escolher algo que em tese, seria para a vida toda? E se isso não fosse possível? Será que podemos ter sucesso? Como aliar um curso a algo que gosta, como ser professora? Um curso que em suma, possui apenas professores. Não professorAS.

(more…)

TI por Elas: Daniela Feitosa

Olá! A entrevistada de hoje é a Daniela Feitosa, ela é de Salvador, trabalha na TI desde 2004, ela é graduada em Ciência da Computação / UFBA e atualmente cursa mestrado em Ciência da Computação / UFBA e atua como Desenvolvedora de Software – Colivre e Pesquisadora bolsista em Engenharia de Software – LAPPIS/UNB.

Blog: Pode nos contar um pouco sobre a sua história na área?

A escolha por TI foi por eliminação das outras opções 😀
Na época da inscrição pro vestibular não sabia qual curso ia escolher, só sabia que seria algum curso da área de exatas. Era início dos anos 2000 e não dava pra contar com a internet para tentar entender como seria trabalhar em cada uma das áreas e ajudar na escolha, então li as descrições dos cursos e fui eliminando os que achava que tinham nada a ver comigo. No final, três opções ficaram empatadas como não-rejeitadas e não tinha mais nenhum critério objetivo para desempatar.

Eu gostava de usar o computador e acompanhei um pouco quando minha mãe fez um curso de processamento de dados em 1997-1998. Ainda não conseguia me imaginar trabalhando com TI, mas achava que pelo menos o curso ia ser interessante. E assim escolhi Ciência da Computação.

(more…)