mulheres na TI

TI por Elas: Alessandra Costa Smolenaars Dutra

Olá!

Durante o mestrado fui colega de turma da Alessandra e ela tem um história de vida muito inspiradora! Por isso achei que seria muito legal compartilhar com vocês!

A Alessandra é Bacharel em Ciências da Computação na UFSC, Mestrado em Sistemas de Informação na UFSC, Doutorado em Ciências da Computação na PUC-RS MBA em Gerenciamento de Projetos na FGV-RS, Pós-MBA em Portfólio de Projetos na FGV-RS.

Atualmente ela é  Professora na PUC/RS – Nos cursos de Sistemas de Informação, Engenharia da Computação e Engenharia de Software, Gerente de Projetos no Centro de Inovação – Microsoft – PUC e também Professora na FGV nos cursos de MBA e Pós-MBA. Ela também é mãe da Marcela, do Guilherme e do Gabriel. 🙂

(more…)

Conheça o blog Machismo em TI

Olá!

Semana passada conheci a Alline Oliveira que participa do blog Machismo em TI. A ideia é ter um espaço para que as mulheres possam compartilhar experiências de vida na área de tecnologia relacionadas ao machismo, seja sobre ter ajudado a combater ou alguma experiência ruim.

Sobre o blog:

PORQUE TÃO POUCAS MULHERES EM TECNOLOGIA?
Gente, é cada história!!
Vocês não vão acreditar nas coisas que as pessoas até hoje ainda falam e pensam sobre as mulheres em TI.
Fica claro que a resposta para o número de mulheres na área não aumentar está aqui nesses desabafos.
Infelizmente não dá para forçar os outros a nos darem o devido respeito, mas dá para falar o que sentimos sobre isso, como nos indignamos e o quanto disso tudo é crime e que estamos prontas para nos unir e fazer valer nossos direitos.

via GIPHY

Para quem quiser saber mais sobre esse blog acesse o site ou a página no facebook.

Grupos de Mulheres na Tecnologia em Curitiba

Olá!

Desde que comecei a pesquisar os grupos para adicionar ao blog não encontrei muitos grupos aqui em Curitiba – PR. O primeiro que conheci foi o Emílias, mas não fiquei sabendo de outros grupos durante um tempo. Em geral fico sabendo dos grupos pesquisando na internet, participando de eventos ou quando alguém indica.

womenO que foi legal é que desde o ano passado notei que surgiram algumas iniciativas aqui e noto que isso pode ser o resultado da difusão de grupos que estimulam a participação de mulheres na tecnologia no país. Nós últimos dois anos percebi que surgiram várias iniciativas e isso é bem bacana.

Até o momento os grupos que conheço em Curitiba são: Women Techmakers Curitiba, Emílias – Armação em Bits, PyLadies – Curitiba, ArduLadies Curitiba e TechLadies.

 

  • Women Techmakers Curitiba: O Women Techmakers Curitiba é uma comunidade independente, dentro do GDG Curitiba, que promove a visibilidade feminina na área de tecnologia.
  • Emílias – Armação em Bits: Projeto idealizado no Departamento Acadêmico de Informática (DAINF) da Universidade Tecnológia Federal do Paraná (UTFPR) que busca a ampliação da participação de mulheres dos cursos de Engenharia da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação da Instituição.
  • PyLadies – Curitiba: PyLadies é um grupo para ajudar e instigar mulheres na área de computação a serem participantes ativas e líderes da comunidade de código aberto Python.
  • ArduLadies Curitiba: É um grupo voltado para o ensino e aprendizado sobre arduíno e hardware livre em geral.
  • TechLadies: TechLadies é uma rede de apoio criada para empoderar mulheres que tenham interesse em ingressar na área de Tecnologia da Informação.

Women Techbirthday

Amanhã (22/10) vai acontecer o Women Techbirthday em Curitiba para comemorar o aniversário do GDG Curitiba!

Era uma vez, uma participante do GDG Curitiba que sentia que faltava algum empurrãozinho para incentivar mulheres a participarem da nossa área.Ela descobriu que existia um grupo dentro da comunidade Google que empoderava as mulheres na tecnologia, mas este grupo ainda não existia em Curitiba. Ué, como assim? Vamos criar!

Olha só a programação!

gdg

 

(more…)

Projeto Metabotix e o ensino de robótica

Olá! Hoje vamos conhecer um pouco sobre o  Metabotix que ensina robótica para adolescentes em Goiás. Entrevistei a Professora Christiane Borges que é responsável pelo projeto no Instituto Federal de Goiás.

Blog: Como surgiu o Metabotix?
A ideia do Metabotix veio a partir de uma conversa no 2º Encontro Nacional de Mulheres na Tecnologia entre eu, Carolina Borim, Desiree e Andressa. Pouco depois surgiu a oportunidade de concorrer em uma Chamada Pública do MCTI/CNPq/SPM-PR/Petrobras (18/2013) que tinha como objetivo aumentar o numero de Meninas e Jovens Fazendo Ciências Exatas, Engenharias e Computação.

Além disso, o laboratório recebeu auxilio financeiro do próprio IFG, via Edital PROAPP. Quem ajuda e mantêm o laboratório são os próprios professores no IFG. O Daniel Basconcello Filho, que coordena a trilha de robótica em alguns eventos e o Prof. Fábio, que criou o GYNBot também ajudam no laboratório e nos projetos desenvolvidos.

metabotix3 (more…)