Olá! A entrevistada de hoje é a Daniela Feitosa, ela é de Salvador, trabalha na TI desde 2004, ela é graduada em Ciência da Computação / UFBA e atualmente cursa mestrado em Ciência da Computação / UFBA e atua como Desenvolvedora de Software – Colivre e Pesquisadora bolsista em Engenharia de Software – LAPPIS/UNB.

Blog: Pode nos contar um pouco sobre a sua história na área?

A escolha por TI foi por eliminação das outras opções 😀
Na época da inscrição pro vestibular não sabia qual curso ia escolher, só sabia que seria algum curso da área de exatas. Era início dos anos 2000 e não dava pra contar com a internet para tentar entender como seria trabalhar em cada uma das áreas e ajudar na escolha, então li as descrições dos cursos e fui eliminando os que achava que tinham nada a ver comigo. No final, três opções ficaram empatadas como não-rejeitadas e não tinha mais nenhum critério objetivo para desempatar.

Eu gostava de usar o computador e acompanhei um pouco quando minha mãe fez um curso de processamento de dados em 1997-1998. Ainda não conseguia me imaginar trabalhando com TI, mas achava que pelo menos o curso ia ser interessante. E assim escolhi Ciência da Computação.

Comecei a trabalhar como estagiária de suporte (:() atendendo as dúvidas dos usuários e executando alguns comandos SQL que nem entendia direito o que faziam. Pouco depois fui trabalhar em um projeto como técnica desenvolvendo interfaces gráficas em Java. Esse início não me empolgou muito com a área, mas a faculdade e as pessoas que conheci lá não deixaram me arrepender da escolha do curso.

Em 2006 abrimos a Colivre, uma cooperativa para prestação de serviços com software livre. Começamos com alguns estudantes e graduados em computação ou administração e integrantes do PSL-BA (Projeto Software Livre Bahia) que queriam trabalhar com software livre de uma forma autogerida e seguindo os princípios da economia solidária.
Na Colivre, eu trabalhava como instrutora de cursos de capacitação e com desenvolvimento de software e passei a ter certeza que queria trabalhar com TI 🙂

dani-cpBlog: Existe alguma mulher na área da TI que serve ou serviu de inspiração para você?

Na graduação não conhecia a história das mulheres na TI e admirava (e ainda admiro) minhas professoras: Christina, Débora, Fabíola e Aline. Elas me inspiraram sendo exemplos de mulheres em TI, profissionais, pesquisadoras e ótimas pessoas.

Blog Qual a sua indicação de um livro para iniciantes em TI?

Não tenho um livro pra indicar, mas seria bom iniciantes em TI começar estudando lógica de programação e algoritmos.

Blog: Quais são as dicas para quem quer aprender sobre programação?

Gosto do Code School

Blog:  Qual evento que você indica na área de TI?

Sobre Software Livre: FISL em Porto Alegre e Flisol que é organizado em várias cidades.

Como a linguagem que mais utilizo é Ruby, recomendo o RubyConf Brasil.

Para iniciantes (ou para ajudar a organizar): Rails Girls, RodAda Hacker, JS4Girls.

Blog: Na sua percepção o número de mulheres na TI aumentou nos últimos anos ou diminuiu?

Não sei se o número de mulheres aumentou, mas acho que as mulheres passaram a ter mais visibilidade. Passamos a ter mais mulheres sendo palestrantes e divulgando seus trabalhos.

Blog: Você participa de algum grupo que promove a participação das mulheres na TI?

Sou uma das organizadoras do Rails Girls Salvador e acho que fazemos um trabalho bacana 🙂

Uma organização que faz um trabalho interessante para aumentar a participação feminina é o Mulheres na Tecnologia.

Blog: Qual a sua mensagem de incentivo para as mulheres que trabalham na TI?

Acho que o fundamental é ter confiança no que faz e fazer sempre o melhor que puder e para isso é importante estudar e praticar sempre.
Se envolver com um (ou mais) projeto(s) de software livre é bom para acompanhar o trabalho de outras pessoas, conhecer as soluções apresentadas por elas, receber comentários sobre as soluções apresentadas por você e aprender muito.

Um bom começo é participar do Rails Girls Summer of Code ou Outreachy. Nesses programas você contribui com um projeto tendo a mentoria de pessoas mais experientes.

Blog:  Qual o seu contato para quem quiser falar com você?

Twitter: @danifeitosa

Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *