Oi pessoal!

Hoje vou mostrar um pouco a história da Natascha!

Ela atua como Gerente de e-Commerce na icos.com.br e participou da organização do Google Developer Group Women – GDG Women Sorocaba que aconteceu este ano. Bateu a curiosidade sobre esse grupo? Então clica AQUI e saiba mais

A Natascha é graduada em Processamento de Dados pela Faculdade de Tecnologia de Sorocaba (FATEC) e Engenharia da Computação pela Faculdade de Engenharia de Sorocaba (FACENS), atualmente cursa mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR)

Blog: Conte um pouco sobre a sua história na área, o que levou a escolher a TI e quando começou a trabalhar na área.
Ao concluir Ensino Médio, a única certeza de profissão que tinha era que deveria ser algo de Exatas. Próximo de minha residência há a FATEC (Faculdade de Tecnologia), que é uma faculdade pública que oferecia o curso de Processamento de Dados (atualmente, chamado Análise de Sistemas). Lembro que na época (há 13 anos) meu pai incentivou a prestar o vestibular porque era uma área que estava crescendo e, por ser pública, não perderia nada caso não gostasse e desistisse. Passei, comecei a cursar e gostei! Era tudo muito novo e estranho… ao contrário da maioria da sala, que havia cursado técnico na área, eu nunca tinha visto programação! Confesso que foi difícil no começo… mas consegui 🙂

Fiz estágio na própria faculdade e, quando o curso acabou, estava desempregada. Durante um ano, trabalhei dando aulas. Em 2005, entrei na empresa que estou até hoje, que na época estava montando um setor de TI – não é uma empresa de TI, mas fabricante de Sensores para automação industrial que tinha intuito de criar um e-Commerce (e-Commerce industrial e B2B – algo raro até hoje!). Aprendi no dia-a-dia muito mais do que na faculdade – a prática é essencial, a faculdade é só uma base…. Aprendi programar em PHP, manutenção de servidores Linux e como funciona um e-Commerce – desde a programação e pagamentos online até UX, teste A/B, SEO/SEM, microformatos, marketing digital, etc. Hoje, atuo mais na coordenação da equipe e pouco em programação. Também em paralelo mantenho projetos Web pessoais nas horas livres, listados em meu perfil no Linkedin. Projetos pessoais são bons para fazermos algo diferente e, em meu caso, para estar sempre em contato com programação.

Observe que comentei anteriormente que foi meu pai que incentivou a entrar para a computação. Vejo muitas mulheres criticando a educação familiar que tem uma tendência a afastar as meninas da tecnologia – comigo isso nunca aconteceu, pelo contrário. Quando criança, ganhei um Atari. Nunca sofri preconceito nem na família, nem nas faculdades e muito menos em trabalho. Acho até que os professores e chefes preferiam pela nossa capacidade “multitarefa”, organização e atenção a detalhes. Brincava bastante quando criança também com brinquedos tradicionais só para meninas e nem por isso me afastei da área – acho que isso não é fator determinante para escolha profissional, embora minha opinião seja oposta ao que muitos acham.

Blog: Qual mulher na área da TI que serve ou serviu de inspiração?
Ninguém em especial, pelo menos não me recordo no momento.

Blog: Você tem uma indicação de um livro para iniciantes em TI?
Para iniciante recomedaria qualquer um de lógica de programação – acho que é a base, essencial. Vejo atualmente no mestrado muitos que atuam em ramos da TI que não envolvem programação diretamente e, quando necessário programar (porque em algum momento vai precisar novamente), possuem muita dificuldade, como um iniciante. Ou seja, tem muito profissional experiente que precisa voltar a estudar a “base”. E praticar bastante, claro!

E literatura em TI eu recomendo “O Homem que Sabia Demais – Alan Turing e a Invenção do Computador”.
Não tem só livro técnico em TI, há muita literatura bem interessante.

Blog: Você pode indicar um site de TI ?
Eu acesso os relacionados ao que trabalho, que é Web. Para citar um de Web, diria Google Developers. Para todos de TI, acho que o site da SBC , porque muitos desconhecem.

Blog: Qual evento que você indica na área de TI?
Depende do ramo optado dentro da TI. Eu participo de eventos de Web e de e-Commerce.
Para Web, há a Web.br (organizada pelo W3C). Recomendo a todos profissionais de TI a acompanhar a lista de eventos organizados/apoiados pela SBC (Sociedade Brasileira de Computação) conforme atuação que tiverem na TI.

Para mulheres, o Encontro Mulheres na Tecnologia, porque além de assuntos técnicos, as mulheres que sofrem preconceito na profissão têm a oportunidade de debater com profissionais que já passaram por isso ou que podem ajudar.

Blog: Qual a sua mensagem de incentivo para as mulheres que trabalham na TI?
Estar sempre acompanhando as novidades da área, porque tudo muda muito rápido. Concluir a faculdade e parar, não se manter informada depois – seja por cursos, sites, revistas, etc – é perigoso, porque uma acomodação no aprendizado poderá ser prejudicial na profissão no futuro. E participar de eventos! Vejo que a maioria de TI não possui o hábito de ir a eventos profissionais, e são ótimos para o networking e se manter atualizada na área.

Blog: Qual o seu contato em site ou redes sociais?
http://www.linkedin.com/in/nataschash

Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *